Quatro instituições universitárias portugueses integram este ano o ranking das 95 melhores escolas de gestão da Europa do Financial Times. Em 25º lugar no ranking aparece a primeira instituição portuguesa, a Nova School of Business and Economics (Nova SBE), a escola de economia da Universidade Nova de Lisboa.

A segunda representante portuguesa é a Católica Lisbon School of Business and Economics, da Universidade Católica Portuguesa, que aparece logo de seguida, em 26º lugar. A Porto Business School, escola de negócios da Universidade do Porto, aparece em 59º lugar.

A fechar a lista dos representantes portugueses, em 80º lugar, está a ISCTE Business School, do Instituto Universitário de Lisboa. O ranking é liderado pela London Business School, pela HEC Paris e pela espanhola IE Business School.

A lista, elaborada anualmente pelo Financial Times, é um dos rankings mais reputados do mundo no que diz respeito às escolas de gestão e negócios e é elaborado segundo critérios que incluem a classificação dos mestrados em gestão, o salário médio dos ex-alunos, percentagem de alunos estrangeiros ou a percentagem de doutorados em funções nas instituições.

A entrada, pela primeira vez, da ISCTE Business School no ranking aumentou o número de instituições portuguesas classificadas para quatro. Para José Paulo Esperança, diretor da escola, “a entrada no ranking das melhores escolas de Gestão é extremamente valiosa porque vem dar à IBS uma visibilidade ainda maior nos mercados internacionais”.

Já o diretor da Nova SBE, a escola portuguesa mais bem classificada, Daniel Traça, diz que o resultado reforça “a estratégia de inovação, internacionalização e impacto da escola”, mas destaca que “há ainda caminho para percorrer”.

Artigo corrigido às 15h15. O ranking é europeu e não mundial