O médico psiquiatra Álvaro de Carvalho, diretor do Programa Nacional para a Saúde Mental, da Direção Geral de Saúde (DGS), morreu, esta quinta-feira, aos 69 anos, vítima de doença oncológica.

Nascido em agosto de 1948, na Lourinhã, Álvaro de Carvalho licenciou-se em medicina na Faculdade de Medicina de Lisboa, em 1974, com a especialidade de psiquiatria, e em 1989 concluiu o mestre em Saúde Mental e Psiquiatria.

O ministro da Saúde já reagiu à morte de Álvaro de Carvalho, “lamentando a perda de uma personalidade de referência no panorama da Psiquiatria e Saúde Mental a nível nacional e internacional” e apresentando as condolências à família, “sublinhando a importância que a memória da sua pessoa deixará junto de todos aqueles que com ele tiveram o privilégio de conviver”. “Importa realçar a excelência das competências profissionais a que sempre se associaram a qualidade das características humanas. Ao longo do seu percurso o Dr. Álvaro Carvalho foi um dos construtores do Serviço Nacional de Saúde.”

Antes de iniciar as funções como diretor do programa da Saúde Mental, em janeiro de 2012, o docente da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa, tinha sido coordenador nacional para a Saúde Mental (2011/2012). Anos antes (entre 1996 e 2000), foi diretor dos Serviços de Psiquiatria e Saúde Mental, também da DGS.

Além destas funções de dirigente da DGS, o psiquiatra foi diretor do departamento de Psiquiatria e Saúde Mental no Hospital S. Francisco Xavier, em Lisboa, entre outubro de 2000 e junho de 2006, membro da Sociedade Portuguesa Suicidologia, entre 1996 e 2012 e médico coordenador da Casa Pia, em Lisboa, entre 2002 e 2008.

Álvaro Carvalho foi um dos psiquiatras que acompanhou as vítimas do processo Casa Pia, relacionado com abusos sexuais de menores da instituição.

Álvaro de Carvalho era também grupanalista e psicanalista.

O velório do psiquiatra será esta sexta-feira, a partir das 17h00, na Igreja São João de Deus. E amanhã o corpo seguirá, às 10h00, para a Igreja do Castelo, na Lourinhã, onde estará até 14h, hora em que irá para o cemitério.