O Presidente russo, Vladimir Putin, que tem a reeleição quase garantida no escrutínio de dia 18 deste mês, prometeu hoje “vitórias brilhantes” para a Rússia, numa ação de campanha em Moscovo, com milhares de apoiantes.

“Queremos que o nosso país brilhe e olhe para o futuro, tudo faremos para tornar felizes os nossos filhos e netos. Ninguém o fará por nós”, disse Putin, acrescentando que “a próxima década e todo o século XXI serão marcados pelas nossas brilhantes vitórias”.

Vladimir Putin aludiu à união dos russos e afirmou à multidão no estádio Luzhny que a Rússia “é uma equipa”.

Atletas olímpicos, compositores e astronautas exprimiram também o apoio ao Presidente da Rússia, que está no poder há mais de 18 anos e se candidata a um novo mandato de seis anos.

De acordo com os organizadores da ação de campanha, 100.000 pessoas estiveram no estádio Luzhny, enquanto a agência France Presse estimou que o número de pessoas presentes se aproximou dos 80.000.

Muitos apoiantes de Putin exibiram cartazes com os dizeres “Eu estou com Putin”, “Putin é o nosso Presidente” e “Eu voto pelo futuro”.

“Eu não vejo outro candidato que possa ser o nosso comandante. Putin é o único, é o nosso Presidente”, disse o realizador de cinema Nikita Mikhalkov.

O astronauta Serguei Riazanski assinalou que “o sucesso nas atividades cósmicas” da Rússia apenas poderá ser atingido com Putin na Presidência.

O principal opositor de Vladimir Putin, Alexei Navalny, foi afastado da corrida eleitoral por causa de uma condenação judicial.

Navalny considerou que foi vítima de uma orquestração do Kremlin e apelou para o boicote ao voto.

Apesar de uma descida do nível de vida e uma progressão da pobreza na Rússia registadas no decorrer do terceiro mandato de Putin, iniciado em 2012, as sondagens apontam para 70% das intenções de voto no Presidente.