A versão de produção do primeiro modelo da nova gama eléctrica da Volkswagen vai começar a sair da fábrica em Novembro de 2019, para chegar aos mercados europeus no início de 2020, avança a Autocar.

A mesma publicação adianta que, para se chegar às especificações finais, o construtor germânico dará início aos primeiros protótipos de pré-produção já em Abril. A confirmar-se esta informação, tal significa que os engenheiros terão mais de ano e meio para testar e desenvolver o hatchback.

São muitas as promessas associadas ao I.D., uma espécie de Golf mas eléctrico, capaz de oferecer a habitabilidade de um Passat. Uma delas, e talvez decisiva, seja o facto de a marca insistir em afirmar que pretende comercializar o I.D. a um preço muito competitivo face ao diesel. Intenção essa que foi reafirmada na passada terça-feira, pelo CEO da Volkswagen, Herbert Diess, na conferência anual que o construtor realiza para os media.

Não menos importante será a autonomia, algures numa faixa de utilização entre os 400 km e os 600 km; o facto de a bateria poder receber 80% da respectiva carga em apenas 30 minutos, num posto de carregamento rápido; e, claro, os 170 cv debitados pelo motor eléctrico que está integrado no eixo posterior. Este, além de fazer do I.D. um tracção traseira, deverá ser capaz de impulsioná-lo de 0 a 100 km/h em menos de 8 segundos.