O Estado-Maior General das Forças Armadas (EMGFA) divulgou este domingo um vídeo no Facebook que mostra militares portugueses numa operação, na República Centro-Africana, para recuperar um drone. De acordo com o comunicado divulgado pelo EMGFA, esta foi uma “operação complexa e de risco de elevada exigência física e técnica”.

Foi planeada ao longo de duas semanas e durou dois dias. A missão, realizada no final de março, envolveu meios aéreos e terrestres. Os militares deslocaram-se a pé e durante o percurso carregaram explosivos necessários à missão. “Os militares deslocaram-se de forma apeada até ao local da queda, carregando todo o material essencial para o cumprimento da missão, como por exemplo motosserras e material explosivo“, lê-se no comunicado.

Militares portugueses na República Centro-Africana recuperam drone das Nações Unidas

Militares portugueses na República Centro-Africana recuperam drone das Nações UnidasOs militares portugueses que integram a Força de Reação Imediata na República Centro-Africana, realizaram no final do mês de março uma operação conjunta com meios aéreos e terrestres de outros capacetes azuis franceses e da aviação do Paquistão e do Sri Lanka, para recuperação de um veículo aéreo não tripulado (Drone), que caiu durante uma missão ao serviço das Nações Unidas.Conheça os pormenores desta operação em: http://www.emgfa.pt/pt/noticias/1179

Posted by Forças Armadas Portuguesas on Sunday, April 15, 2018

O objetivo foi recuperar um drone das Nações Unidas que caiu devido a problemas técnicos durante uma operação num “local inóspito no interior da floresta, densamente arborizada e totalmente em estado selvagem”, refere o comunicado.

Os militares portugueses contaram com o apoio de meios aéreos e terrestres franceses e de meios aéreos  do Paquistão e do Sri Lanka. “A operação foi realizada com sucesso, tendo o drone sido recuperado como pretendido ao final de dois dias de missão”, explicou o EMGFA.