Donald Trump disse que ainda não foi notificado das ameaças da Coreia do Norte de cancelar a cimeira com os Estados Unidos da América, depois de o país ter levado a cabo exercícios militares com a Coreia do Sul, refere a Associated Press.

Na terça-feira, a Coreia do Norte anunciou a suspensão das conversações com os norte-americanos e ameaçou cancelar o encontro entre Trump e Kim Jong-un, agendado para 12 de junho, devido aos recentes exercícios militares conjuntos do país vizinho com os Estados Unidos. De acordo com a informação avançada pela agência de notícias coreana, a KCNA, a Coreia do Norte considerou as manobras militares “uma provocação” que sugerem a intenção da Coreia do Sul de invadir o país liderado por Kim Jong-un.

Além destas questões, o regime norte-coreano está também a contestar a “exigência unilateral” do desarmamento nuclear. Relativamente a esse ponto, o presidente dos Estados Unidos garantiu que vai insistir na desnuclearização da Península da Coreia.