As forças armadas israelitas terão lançado uma série de ataques sobre bases do Hamas na zona norte da Faixa de Gaza durante a madrugada desta quinta-feira, de acordo com a comunicação social palestiniana, depois de várias picardias ao longo do dia e dos confrontos que levaram à morte de 62 palestinianos na segunda-feira.

A situação em Israel continua tensa e não há melhorias à vista. Na segunda-feira, na sequência de protestos do povo palestiniano na Faixa de Gaza pelo seu direito ao regresso ao que era o território palestiniano antes da criação do Estado de Israel em 1948, as forças armadas israelitas abriram fogo sobre os manifestantes e provocaram a morte de 62 pessoas.

Durante a madrugada desta quinta-feira, de acordo com o jornal israelita Times of Israel, que cita a comunicação social palestiniana, Israel terá lançado uma série de ataques contra várias bases do Hamas na zona norte da Faixa de Gaza.

Os ataques surgem depois de várias picardias ao longo do dia entre palestinianos e israelitas. Durante a tarde de quarta-feira, tiros disparados a partir de Gaza que tinham como alvo um avião israelita terão atingido várias casas na cidade de Sderot, causando danos, mas não feridos.

Antes disso, vários soldados israelitas que estão destacados para a fronteira terão sido alvejados por fogo palestiniano. Em resposta, o Exército israelita terá usado um tanque para disparar contra um posto do Hamas na Faixa de Gaza, de acordo com as forças armadas israelitas.

Os disparos contra soldados destacados na fronteira terão voltado a acontecer, e o Exército israelita voltou a usar um tanque para destruir mais dois postos do Hamas, agora no sul da Faixa de Gaza.