Num tweet este domingo, Donald Trump afirmou que vai exigir formalmente ao Departamento de Justiça americano que investigue se o mesmo instituto e/ou o FBI se infiltraram ou vigiaram a sua campanha presidencial com “fins políticos”.

O presidente dos Estados Unidos diz que a investigação também terá de saber se houve pedidos para a interferência destes institutos por parte de pessoas que trabalhavam com o executivo de Barack Obama.

Atualmente, Donald Trump está a ser investigado por Robert Muller, procurador especial americano, por alegada ingerência russa nas eleições norte-americanas. Este domingo, no Twitter, Trump criticou a “caça às bruxas” quanto à relação com a Rússia, na sequência de o The New York Times noticiar que a campanha de Trump teve o apoio do governo da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes Unidos.

Mueller admite intimar Trump caso o Presidente EUA recuse ser interrogado

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Trump afirma que esta segunda-feira vai oficialmente iniciar o processo que conduzirá a esta investigação.

Donald Trump tem promovido uma teoria que circula entre os conservadores sobre um possível espião do FBI na campanha.

Porém, o advogado de Trump, Rudy Giuliani, disse na semana passada que nem ele próprio nem o Presidente sabem ao certo se havia um espião.

Giuliani disse que houve informações sobre possíveis “infiltrações”.