Touradas

Bloco quer bolinha vermelha nas touradas na tv

1.613

O Bloco de Esquerda quer limitar a transmissão televisiva de touradas ao período entre as 22h30 e as 06h00 e exige uma bolinha vermelha no canto do ecrã. PAN quer abolição da prática.

PAN pretende a abolição de todas as touradas

KIKO HUESCA/EPA

O Bloco de Esquerda quer que as touradas deixem de ser financiadas pelo Estado e que a transmissão televisiva das mesmas seja acompanhada de bolinha vermelha no canto, de acordo com dois projetos de lei entregues no Parlamento. As propostas vão ser discutidas a 6 de julho em conjunto com uma do PAN, lê-se na edição impressa desta terça-feira do Diário de Notícias (sem link disponível).

A primeira proposta do Bloco “impede o apoio institucional à realização de espetáculos que inflijam sofrimento físico ou psíquico ou provoquem a morte de animais”, ou seja, nenhum tipo de apoio público do governo ou de autarquias pode contribuir para estas práticas — quer seja a atribuição de subsídios, aplicação de isenção de taxas a que o evento seja sujeito ou a “cedência de palcos e outros recursos”.

A segunda proposta determina que os espetáculos são “suscetíveis de influírem negativamente na formação da personalidade de crianças e adolescentes”, pelo que o Bloco quer limitar a transmissão dos espetáculos ao período entre as 22h30 e as 06h00, sempre acompanhada do “identificativo visual apropriado”, isto é, a bolinha vermelha.

O PAN vai mais longe e quer a “abolição de corridas de touros em Portugal”, sem qualquer exceção. Maria Manuel Rola, deputada do Bloco, considera que a vontade expressa pelo projeto do PAN é boa, mas defende que o da sua bancada acrescenta “a forma” como se pode caminhar e evoluir para a total supressão das touradas.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Touradas

Touradas à americana?

Sofia Florentino
563

Qualquer medida que seja imposta de cima para baixo, verticalmente, não irá gerar uma mudança real, apenas um cumprimento legal, se tanto, e provavelmente irá criar mais discórdia e descontentamento.

Imprensa

Carta à Senhora Ministra da Cultura

José Pinto
1.251

Queria apenas avisá-la de que, quando regressar de Guadalajara, a tourada que desencadeou ainda estará na praça pública. E, já agora, nos jornais nacionais. A liberdade, felizmente, tem destas coisas.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)