Donald Trump afirmou esta segunda-feira que as eleições de terça-feira para a Câmara dos Representantes, Senado e governadores são um referendo à sua Presidência. “Mesmo que eu não esteja no boletim de voto, de certa maneira estou lá”, afirmou Trump, durante uma videoconferência organizada pelos seus apoiantes para encorajarem os republicanos a irem votar.

“A comunicação social está a considerar a eleição como um referendo a mim e ao nosso movimento”, acrescentou Trump. Os comentários de Trump foram feitos quando este se prepara para um périplo final, por três Estados, para procurar manter o controlo republicano do Senado e impedir perdas que podem alterar profundamente a sua Presidência.

Os argumentos finais de Trump assentam no medo – avisando, sem provas, que uma vitória dos democratas lançaria o país no caos, alimentando a imigração ilegal e o crime.