Pedro Santana Lopes escolheu um assessor do presidente Marcelo Rebelo de Sousa como cabeça-de-lista da Aliança às próximas eleições Europeias. Segundo noticiou o Expresso, o escolhido para candidato da Aliança, o novo partido de Santana, é Paulo de Almeida Sande, especialista em assuntos europeus e consultor da Casa Civil do Presidente da República desde março de 2016.

Pedro Santana Lopes, em declarações ao Expresso, disse que Paulo de Almeida Sande é “um candidato de luxo” que responde a duas características que a Aliança procurava: “Credibilidade” e “inovação”, no sentido de ser um rosto novo no combate político-partidário.

Paulo Sande, que é colunista do Observador, não é um nome mediático e conhecido em todo o país, mas a Aliança procura equilibrar essa lacuna com o mediatismo que Santana Lopes vai trazer à campanha. Ainda de acordo com o Expresso, Paulo Sande foi próximo de Mário Soares e de Ernâni Lopes nos anos 80. Apesar de ser candidato às Europeias, Sande vai continuar como independente e não vai militar na Aliança.

Paulo de Almeida Sande tem um vasto currículo em assuntos europeus. Entre 2004 e 2012, foi diretor do gabinete do Parlamento Europeu em Portugal. É também o professor regente da disciplina de Construção Europeia do Curso de Ciência Política da Universidade Católica Portuguesa desde 2002. Em 1998, já tinha sido porta-voz e conselheiro de Imprensa da União Europeia na Expo 98 e administrador do gabinete do Parlamento Europeu em Portugal entre 1988 e  2000.