Brexit

Parlamento britânico vota plano B de May para o Brexit a 29 de janeiro

Governo anunciou que novo plano, que será apresentado na próxima segunda-feira, será votado pelos Comuns uma semana depois, a 29 de janeiro. Negociações com partidos continuam.

AFP/Getty Images

O Governo britânico já marcou uma data para que o Parlamento vote o plano B para o Brexit que será apresentado por Theresa May na próxima segunda-feira: dia 29 de janeiro, pouco mais de uma semana depois de ser revelado aos deputados.

A novidade foi avançada pela ministra dos Assuntos Parlamentares, Andrea Leadsom, na Câmara dos Comuns. “Um dia inteiro de debate da moção terá lugar na terça-feira, 29 de janeiro, sujeito à concordância da Câmara”, afirmou a ministra.

O plano B para o Brexit de May deverá ser apresentado nos Comuns na próxima segunda-feira, como ficou previsto por uma lei aprovada pelos deputados na semana passada. Até lá, a primeira-ministra irá manter negociações com os vários líderes partidários para conseguir alterações ao acordo proposto inicialmente, que foi chumbado pelo Parlamento na terça-feira.

O líder do maior partido da oposição, Jeremy Corbyn, recusou-se a participar nessas negociações, por exigir que a primeira-ministra não considere a opção de uma saída sem acordo — algo que Downing Street, para já, recusa fazer.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: cbruno@observador.pt
Brexit

Londres depressa /premium

Maria João Avillez

Como se chegou ao encalhe da Grã-Bretanha nela própria? O ar esta carregado de palavras que vão e voltam sem sair do mesmo sítio, o país não parece “desatável” da União Europeia.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)