Televisão

A HBO já está disponível em Portugal e inclui “A Guerra dos Tronos”, “Os Sopranos” e “The Wire”

O serviço da HBO já está disponível em Portugal. A plataforma de streaming disponibiliza os conteúdos da produtora americana, mas não só. A subscrição tem um custo mensal de 4.99 euros.

O serviço da HBO já está disponível em Portugal. A plataforma de streaming disponibiliza os conteúdos da produtora americana. A subscrição tem um custo mensal de 4.99 euros e pode ser feita aqui. O funcionamento é muito semelhante ao de serviços como o da Netflix. Mediante o pagamento de uma mensalidade, o assinante tem acesso a um catálogo de séries, filmes, documentários e outras produções.

Na maioria, o catálogo é feito de conteúdos produzidos pela própria HBO, mas há algumas exceções. Em comunicado oficial é anunciado que séries como “A Guerra dos Tronos” (incluindo a próxima e última série, que se estreia em abril, como anunciado na página de Facebook da HBO Portugal), “True Detective”, “Westworld” e “Big Little Lies” estão disponíveis. Da mesma maneira, clássicos como “Os Sopranos”, “Sexo e a Cidade” ou “The Wire” também fazem parte do catálogo (além de propostas mais recentes, como “Sharp Objects” ou “Succession”) ou filmes como o recente “Brexit”, com Benedict Cumberbatch. Mas há outros estúdios com presença no serviço português: “Patrick Melrose” (Sky/ Showtime), “A Discovery of Witches” (Sky/Sundance TV), “Krypton” e “Deadly Class” (SyFy), “Legacies”, “Roswell: New Mexico”, “All American” e “As Feiticeiras (CW) e “Killing Eve” (BBC America/AMC) são alguns dos casos.

Como acontece com outras plataformas semelhantes, o catálogo está dividido por três grandes categorias: séries, filmes ou kids, esta última com conteúdos infantis. Tanto as séries como os filmes subdividem-se em muitas outras categorias. No caso dos filmes, um dos principais destaques vai para os documentários, desde sempre uma das grandes apostas da HBO.

Há duas formas de aceder ao serviço da HBO. Ou através da internet (de acordo com o comunicado oficial, em “smartphones e tablets ou PC, LG TV, PlayStation 4, Android TV, Chromecast e Apple TV”) ou através da box do serviço de televisão da Vodafone (da mesma forma que aconteceu quando a a Netflix chegou a Portugal). A mensalidade de 4,99 euros permite que sejam registados cinco ecrãs diferentes numa mesma conta; e que essa conta possa transmitir dois conteúdos em simultâneo. A HBO garante um mês gratuito para todos os assinantes.

Apesar deste anúncio surpresa, há detalhes por esclarecer. Se as estreias vão ser simultâneas no resto do mundo e em Portugal; ou quando vai estar disponível a aplicação para o sistema Android, cujo download não era possível no momento em que o lançamento do serviço foi anunciado (na lista de dispositivos mencionados pela própria HBO no site oficial do serviço não consta o iPhone nem o iPad, aparelhos da Apple, do fabricante americano apenas a Apple TV).

Os primeiros sinais de que a HBO estaria a chegar a Portugal apareceram em meados do ano passado, com anúncios de recrutamento por parte da empresa publicados na rede social Linked in. Isto já meses após os canais TV Cine e TV Séries terem ficado sem o exclusivo da distribuição dos conteúdos HBO. Em julho de 2018, fonte da HBO Europe confirmou mesmo ao Observador que o processo de instalação da HBO em Portugal estava a decorrer, ainda sem data confirmada para o lançamento.

Estava já agendada uma conferência de imprensa para esta terça-feira, dia 12, na qual deveria ser confirmada a data e outras especificidades do serviço agora disponível em Portugal, mas a confirmação acabou por ser antecipada. Ainda assim, a conferência de imprensa mantém-se e vai contar com a presença do diretor executivo da HBO Europe, Hervé Payan. Espera-se que sejam feitos esclarecimentos sobre os detalhes a apurar.

A HBO junta-se assim à Netflix e à Amazon Prime Video no campeonato dos serviços de video on demand mais populares do mercado internacional que já estão disponíveis em Portugal. Dos quatro grandes fica apenas a faltar a Hulu, que é responsável por séries como “Handmaid’s Tale”. Na televisão portuguesa, serviços como a Fox Play e o AXN Now também estão há muito disponíveis. Ainda durante este ano deverá ser apresentado a nível internacional a plataforma de video on demand Disney +, que agrega os conteúdos deste estúdio americano aos da Marvel e de todo o catálogo Star Wars.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: tpereira@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)