Transportes

Trotinetes elétricas da Lime chegam a Coimbra em março

708

Responsável da empresa confirmou ao Observador que o sistema de aluguer de trotinetes vai expandir a operação em Portugal. Lime vai chegar a Coimbra com 200 a 400 trotinetes disponíveis.

As trotinetes da Lime distinguem-se pela sua pintura verde

AFP/Getty Images

A partir de março vai ser possível alugar as trotinetes elétricas da Lime em Coimbra, confirmou ao Observador Nuno Inácio, diretor de Expansão da Lime para Portugal. Até agora, o serviço de partilha de trotinetes operava apenas em Lisboa. O anúncio oficial decorre na quarta-feira, 13 de fevereiro, no Salão Nobre dos Paços do Município, em Coimbra.

Ao Observador, Nuno Inácio indicou que serão disponibilizadas entre 200 e 400 trotinetes em Coimbra. “Coimbra é uma ótima cidade para implementar este tipo de revoluções, pois tem investido em melhorar o seu serviço de mobilidade e mostrou grande abertura para a entrada da Lime desde o primeiro momento”, afirmou, referindo a grande densidade populacional e a forte presença de estudantes como fatores que ajudaram a levar a empresa para a cidade.

Depois de Coimbra, a Lime planeia estender a sua operação a mais cidades portuguesas, mas Nuno Inácio não avança nomes nem datas, afirmando que a marca está “focada” no seu trabalho em Lisboa e, agora, Coimbra.

Em Lisboa, a Lime e as outras empresas de trotinetes elétricas tem levado a diversas queixas e polémicas relacionadas com a circulação nos passeios e, sobretudo, com o mau estacionamento dos veículos partilhados. A situação já levou a Câmara Municipal de Lisboa a estabelecer multas para quem abandonar as trotinetes sem as arrumar devidamente. A própria Lime criou uma patrulha de 15 pessoas para estacionar as centenas de trotinetes espalhadas pela cidade.

A Lime, que recebe financiamento da Google e da Uber, é uma das várias empresas de partilha de trotinetes elétricas a operar em Portugal. A Bungo, a Hive e a Voi oferecem serviços similares. A Voi estendeu agora o seu serviço também a Faro. O vereador da mobilidade de Lisboa, João Gonçalves Pereira, avançou ao Jornal de Negócios que haverá mais 15 operadores interessados em entrar em Portugal.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Caixa Geral de Depósitos

Caixa para que te quero

Inês Domingos

Centeno quis a toda a força financiar a Caixa para lá do que seria aparentemente preciso, mas disse no Parlamento que não tem interesse no resultado da auditoria que revelou os desmandos socialistas. 

Governo

A famiglia não se escolhe? /premium

Alberto Gonçalves
248

Se ainda não se restringiu o executivo aos parentes consanguíneos ou afins do dr. Costa, eventualidade que defenderia com empenho, a verdade é que se realizaram amplos progressos na área do nepotismo

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)