Uma das maiores surpresas do certame suíço foi o Seat el-Born, aquele que será o primeiro eléctrico do construtor espanhol. Previsto para finais de 2020, será o segundo modelo a ser gerado pela plataforma MEB, que se vai estrear com o Volkswagen I.D. Neo, a criação mais importante do Grupo Volkswagen para a gama de veículos eléctricos alimentados por bateria.

Com a revelação do I.D. prevista para o Salão de Frankfurt, em Setembro, em Genebra foi a vez do el-Born brilhar. E a grande nível, pois o veículo que os espanhóis expuseram, apesar de ser anunciado como protótipo, tinha já tudo de definitivo. E bastava entrar a bordo para nos apercebermos que todo aquele habitáculo estava já devidamente testado e em versão final, com um novo sistema de botões e comandos funcionais, mas distintos dos restantes veículos da marca, o que se compreende por ser este o primeiro alimentado exclusivamente a bateria.

7 fotos

Particularmente animado pela honra de ser o CEO da primeira marca a mostrar um veículo concebido sobre a plataforma MEB, Luca de Meo fez questão de chamar a atenção do feito, uma vez que a Seat ultrapassou os restantes fabricantes do grupo, como a Audi e a Skoda, para se assumir como a segunda a oferecer um veículo eléctrico compacto aos seus clientes.

Com um habitáculo espaçoso, especialmente atrás, um tablier convencional e sem os tradicionais comandos da caixa, que não existe e que permite uma melhor exploração da consola, o el-Born oferece um painel de instrumentos digital e, ao centro, um ecrã maior do que o habitual.

É de esperar que o Seat eléctrico explore todo o potencial e versatilidade da MEB, disponibilizando várias capacidades de bateria, a que corresponderão outros tantos níveis de potência. A unidade exposta na Suíça anunciava uma bateria de 62 kWh, a que corresponde uma autonomia em WLTP de 420 cv.

Montando atrás um motor de 204 cv, o el-Born atinge os 100 km/h em 7,5 segundos, de acordo pois com a imagem desportiva do fabricante, assegurando uma recarga com potência de 100 kW, o que incrementa a energia na bateria de 0% para 80% em 47 minutos.

O Seat eléctrico será produzido na Alemanha, em Zwickau, na mesma fábrica onde vai igualmente nascer o VW I.D. e o Audi Q4 e-tron.