Rádio Observador

Futebol

Umtiti foi perfeito, Barkley levou os ingleses ao colo: França e Inglaterra dão passos importantes rumo ao apuramento

França e Inglaterra somaram a segunda vitória em dois jogos na qualificação para o Euro 2020 e aproximaram-se do apuramento. Umtiti foi perfeito, Ross Barkley marcou dois golos e ofereceu outro.

Harry Kane, Sterling e Ross Barkley: todos marcaram contra Montenegro

AFP/Getty Images

Portugal realizou esta segunda-feira o segundo jogo do apuramento para o Campeonato da Europa do próximo ano e à mesma hora que soou o apito inicial no Estádio da Luz também França e Inglaterra entravam em campo. Franceses e ingleses, que somaram ambos uma vitória no arranque da qualificação, conseguiram alcançar o segundo resultado positivo consecutivo sem grande esforço nem dificuldade e voltaram a ter protagonistas dignos de nota.

Comecemos pela seleção campeã do mundo. Os franceses receberam a sempre perigosa Islândia e golearam por 4-0 com quatro golos marcados por quatro jogadores diferentes. Umtiti abriu o marcador, Giroud fez o segundo, Mbappé também marcou e Griezmann fechou a conta já a cinco minutos do final. Depois da vitória imposta na passada sexta-feira à Moldávia (1-4), onde o avançado do Atl. Madrid foi o elemento em destaque na seleção francesa, desta vez foi Umtiti a assumir um papel preponderante na organização da equipa orientada por Didier Deschamps. Além do golo, o central do Barcelona não falhou um único passe dos 107 que tentou e teve 113 ações com bola, já para não falar das oito recuperações de posse que conquistou. Contas feitas no Grupo H e a França é líder com seis pontos, os mesmos que a Turquia, que também leva duas vitórias em dois jogos. A Albânia segue no terceiro lugar com três pontos, os mesmos que a Islândia, e Andorra e a Moldávia permanecem sem qualquer ponto conquistado.

Na seleção inglesa, depois do hat-trick de Raheem Sterling que contribuiu em larga escala para a “chapa cinco” aplicada à República Checa na sexta-feira, desta vez Ross Barkley a brilhar contra Montenegro. Inglaterra voltou a golear, agora fora e por 1-5, e o médio do Chelsea não só bisou (igualando o número de golos que tinha até agora enquanto internacional, dois) como ainda assistiu Michael Keane para o primeiro golo da seleção de Gareth Southgate, apontado por Michael Keane. Harry Kane e Sterling, que leva já seis golos nos últimos quatro encontros com a seleção inglesa, também inscreveram o nome na ficha de jogo e Inglaterra somou uma vitória tranquila num compromisso em que até entrou a perder, com um golo do montenegrino Vesovic logo aos 17 minutos. No Grupo A, Inglaterra é líder isolada com seis pontos. Segue-se a Bulgária, com dois pontos, o Kosovo e Montenegro, ambos com um ponto, e por fim a República Checa, ainda sem qualquer ponto conquistado.

Nos outros jogos desta segunda-feira, a Turquia goleou a Moldávia (4-0), o Kosovo empatou com a Bulgária (1-1), o Luxemburgo perdeu em casa com a Ucrânia (1-2), num jogo a contar para o grupo de Portugal, e a Albânia foi a Andorra vencer de forma inequívoca (0-3).

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mfernandes@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)