A Polícia Judiciária deteve um homem de 35 anos por ter “fortes suspeitas” de ter sequestrado e violado a ex-mulher em Portimão na noite de 6 de abril.

“Os factos tiveram início numa localidade do barlavento algarvio, onde o arguido, após abalroar a viatura onde seguia a vítima, sua ex-companheira, por meio de violência, arrastou-a para o exterior e introduziu-a no seu veículo, evitando qualquer visualização por parte de terceiros”, diz a PJ em comunicado de imprensa.

Depois, o suspeito, levou a ex-mulher para casa para a violar e só a libertou algumas horas depois, continua a PJ.

O homem foi identificado pelo Departamento de Investigação Criminal de Portimão e foi presente a interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação e está agora em prisão preventiva a aguardar julgamento. Para já não existem testemunhas.

A confirmar-se, este é o segundo caso de violência doméstica a ser conhecido nesta semana. Na terça-feira, uma mulher foi atingida a tiro na nuca pelo marido e foi hospitalizada em Bragança.

No ano passado, a PSP e a GNR receberam mais de 26 mil queixas de violência doméstica.