O parlamento estadual da Florida aprovou na quarta-feira uma lei que permite que professores tenham uma arma de fogo na sala de aula.

O objetivo da nova lei, que deve ser promulgada sem hesitação pelo governador republicano da Florida, Ron DeSantis, é evitar mais assassinatos em escolas como o ataque, em fevereiro de 2018, no liceu em Parkland, na Florida, onde um jovem de 19 anos abateu a tiro 17 alunos e funcionários.

O texto foi aprovado na quarta-feira por 65 votos a favor e 47 contra na Câmara dos Deputados da Florida, que já tinha recebido luz verde, na semana passada, do Senado local.

A lei prevê que os professores possam carregar armas, voluntariamente, depois de 144 horas de formação.

Os opositores argumentam que a solução para a violência armada não pode ser permitir mais armas de fogo.

“Armar professores é a receita para uma tragédia”, disse o ex-chefe de polícia da cidade de Orlando e representante democrata na Florida, Val Demings.

“A verdadeira solução é manter as armas fora do alcance das mãos nocivas”, sublinhou.