Rádio Observador

Opel

Diga já “olá” ao novo Corsa que chega em Novembro

A 6ª geração do utilitário da Opel, e a primeira sob a batuta da PSA, tem ADN francês mas não perde o carácter alemão. O novo Corsa é isso mesmo: novo! Surpreende por fora, agrada por dentro. Promete.

A Opel acaba de libertar as primeiras imagens oficiais do novo Corsa. Opta por fazê-lo logo com a maior novidade, a variante puramente eléctrica, o Corsa-e, mas esta pouco diferirá das versões animadas por motores a gasolina ou diesel.

A sexta geração do utilitário alemão só será plenamente desvendada no início de Junho, mas há já uma série de dados que podemos avançar e que complementam as fotos agora divulgadas pela marca. Trocando a antiga plataforma da General Motors pela nova arquitectura CMP da PSA, o novo Corsa preserva os traços estilísticos que fazem parte da identidade da marca, mas consegue dar, simultaneamente, uma enorme lufada de ar fresco ao design da Opel. O utilitário germânico, que já vendeu mais de 13,6 milhões de unidades desde que foi introduzido no mercado em 1982, aposta agora numa imagem muito mais apelativa e jovial. Parecendo ligeiramente mais baixo do que o novo Peugeot 208 (o que ainda teremos de confirmar), o novo Corsa cativa por uma estética mais moderna, graças (sobretudo) à exploração do contraste entre as cores da carroçaria e do tejadilho, que nesta versão se apresenta no mesmo tom dos espelhos retrovisores exteriores e do pilar A. Já dimensão do pilar C, muito largo, é realçada por um limitador a fazer a separação entre o laranja da carroçaria e o negro do tejadilho.

Depois do Astra e do Insignia, também o Corsa recebe faróis de matriz de LED

À frente, o destaque vai para novos faróis de matriz de LED – uma estreia no segmento B – e para a grelha que passa a adoptar um formato hexagonal. Enquanto isso, o pára-choques é emoldurado lateralmente pelos faróis de nevoeiro, com uma grelha estilizada a cobrir a parte inferior. Atrás, os feixes de LED desenham o tradicional bumerangue, enquanto as ópticas escurecidas conferem um toque de distinção ao novo Corsa.

O interior acompanha a evolução do exterior. Como seria de esperar, deita mão a soluções da PSA, sendo de destacar ao centro um ecrã, de 7 ou 10 polegadas, a servir de porta de entrada para o sistema de infoentretenimento, estando ligeiramente orientado para o condutor e enquadrado num tablier completamente redesenhado.

O Corsa-e, à semelhança do que acontece no e-208, vai contar com um motor de 136 cv (100 kW e 260 Nm de binário imediato), alimentado por um pack de baterias de 50 kWh, que pode obter 80% da carga em apenas 30 minutos. É expectável que o Corsa-e, tal como o e-208, ofereça três modos de condução, que farão variar a autonomia. Contudo, os alemães são mais conservadores do que os franceses, apontando para uma autonomia de 330 km, menos 10 que o Peugeot.

Maior que o modelo que vem substituir (4,06 metros de comprimento contra os actuais 4,02), o novo Corsa oferece mais espaço na bagageira para arrumar as tralhas (a capacidade salta de 285 para 309 litros) e vê também a distância entre eixos crescer 28 mm, para os 2,54 m, o que nos permite antever melhorias na habitabilidade. A linha do tejadilho persegue um estilo coupé, pelo que baixa 48 mm. No entanto, a marca garante que isso não compromete o espaço disponível para a cabeça, tanto mais que o condutor assume uma posição de condução 28 mm mais abaixo.

As encomendas do novo Corsa arrancam em Julho, para a variante puramente eléctrica, e pouco depois para as versões animadas pelos motores a combustão PSA, a gasolina e diesel, com potências entre os 75 e os 130 cv. Os blocos térmicos serão os primeiros a chegar aos clientes, estando as entregas previstas para o Outono (os franceses adiantam que será em Novembro), enquanto o Corsa-e está programado para o início de 2020.

Comparador de carros novos

Compare até quatro, de entre todos os carros disponíveis no mercado, lado a lado.

Comparador de carros novosExperimentar agora

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: scarvalho@observador.pt
Escolas

A escola é uma seca /premium

Eduardo Sá

Não podemos continuar a opor uma ideia “industrial” de escola a uma escola “ecológica”, como se não fosse possível conciliar as duas escolas, sem a educação indispensável abalroar o direito à infância

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)