Christophe Castaner, o ministro do Interior francês, anunciou esta segunda-feira pelo Twitter a detenção do suspeito da explosão da passada sexta-feira em Lyon que feriu 13 pessoas.

Castaner aproveitou para elogiar o trabalho da Polícia Judiciária e da secção antiterrorista do Ministério Público.

A explosão aconteceu numa rua pedonal. O suspeito circulava de bicicleta e terá deixado a bomba artesanal em plena rua. No ataque, 13 pessoas ficaram feridas, mas não houve vítimas mortais.

Segundo a imprensa francesa, as câmaras de vigilância permitiram identificar o suspeito e na noite de sexta-feira as autoridades francesas já divulgavam uma imagem. A operação de caça ao homem durou três dias.