A chanceler alemã, Angela Merkel, admitiu que os líderes da União Europeia (UE) poderão não chegar esta quinta-feira a um acordo sobre as nomeações para os mais altos cargos institucionais, um tema que domina a agenda do Conselho Europeu.

“É possível que não haja qualquer resultado hoje”, disse Merkel, à entrada de uma reunião bilateral com o Presidente francês, Emmanuel Macron, salientando que as posições defendidas pelos 28 chefes de Estado e de Governo são ainda muito díspares.

A chanceler alemã lembrou também que os líderes europeus têm “ainda uns dias” para chegar a um acordo.

O Conselho Europeu deverá chegar a um acordo sobre quem ocupa que cargo antes da primeira sessão plenária do Parlamento Europeu (PE), que decorre de 2 a 5 de julho, em Estrasburgo, França, e na qual será eleito o presidente do hemiciclo europeu, um dos cargos a preencher.

Os líderes europeus deverão apontar um presidente da Comissão Europeia, do Conselho Europeu, um chefe da diplomacia da UE e um presidente para o Banco Central Europeu.

O PE tem que aprovar a nomeação do presidente do executivo comunitário.