Rádio Observador

Prémios e Galardões

“Jalan Jalan” de Afonso Cruz vence Grande Prémio de Literatura de Viagens

495

O livro "Jalan Jalan", de Afonso Cruz, venceu, por unanimidade, a 2.ª edição do Grande Prémio de Literatura de Viagens Maria Ondina Braga, atribuído pela Associação Portuguesa de Escritores.

O prémio, que conta com o patrocínio da Câmara Municipal de Braga, tem um valor monetário de 12.500 euros

ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O livro “Jalan Jalan”, de Afonso Cruz, venceu, por unanimidade, a 2.ª edição do Grande Prémio de Literatura de Viagens Maria Ondina Braga, atribuído pela Associação Portuguesa de Escritores (APE), foi anunciado esta quarta-feira.

“Um júri, coordenado por José Manuel Mendes, constituído por Guilherme d’Oliveira Martins, Isabel Cristina Mateus e Teresa Carvalho atribuiu, por unanimidade, o Grande Prémio de Literatura de Viagens Maria Ondina Braga ao livro ‘Jalan Jalan’, de Afonso Cruz (Companhia das Letras)”, refere a APE num comunicado divulgado.

O prémio, que conta com o patrocínio da Câmara Municipal de Braga, tem um valor monetário de 12.500 euros.

O júri destaca no livro de Afonso Cruz “a coerência, a fluidez narrativa e a consistência de uma leitura do mundo a partir da temática da viagem de que é um intérprete privilegiado”.

À segunda edição do Grande Prémio de Literatura de Viagens Maria Ondina Braga concorreram obras editadas em 2018 e, “a título excecional, de 2017”.

Afonso Cruz, que nasceu em 1971 na Figueira da Foz, além de escritor é também ilustrador, músico (faz parte da banda The Soaked Lamb) e realizador.

Publicou o primeiro romance em 2008, “A carne de Deus: Aventuras de Conrado Fortes e Lola Benites”, ao qual se seguiu, em 2009, “Enciclopédia da estória universal”, que foi distinguido com o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco.

Nos últimos anos recebeu várias distinções, entre as quais o Prémio da União Europeia de Literatura com o livro “A Boneca de Kokoschka”, em 2012, o Prémio Autores da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA), em 2011 e 2014, e o Prémio Nacional de Ilustração, em 2014.

Afonso Cruz é também autor de, entre outros, “Os livros que devoraram o meu pai”, “A contradição humana”, “Jesus Cristo bebia cerveja” e “Para onde vão os guarda-chuvas”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)