Os últimos meses têm sido especialmente agitados em solo Tailandês, entre assuntos do coração e cerimónias de coroação com toda a pompa e circunstância. Primeiro, chegou a notícia do casamento inesperado do rei Maha Vajiralongkorn com Suthida Vajiralongkorn Na Ayudhya, até então vice-chefe da sua segurança pessoal e antiga assistente de bordo. Agora, o monarca aproveitou a celebração dos seus 67 anos para mais uma decisão que dá que falar.

Tudo porque o soberano Vajiralongkorn decidiu tornar pública a sua relação com Sineenat Wongvajirapakdi, que passa assim a ostentar o estatuto de chao khun phra (ou consorte real) uma vez oficializado o seu papel de concubina perante toda a população, já que o momento foi transmitido pela televisão no passado domingo. O gesto é inédito no país, que pela primeira vez assume assim a poligamia desde a abolição da monarquia absoluta, em 1932.

© DR

Elaborados que são rituais como este, depois da cerimónia de casamento com a rainha, Suthida, de 40 anos, assistiu agora ao momento em que o seu marido simbolicamente despejou um pouco de água sobre Sineenat, de 34 anos, que se destacou até aqui como major general que já foi distinguida com quatro medalhas de mérito e pelo facto de ter assumido altas responsabilidades na equipa de segurança do rei. Sineeant, também conhecida como Koi, desempenhou ainda funções como enfermeira no hospital militar Ananda Mahidol.