Pelo menos dez pessoas morreram e 85 ficaram feridas esta quinta-feira após a explosão de um carro armadilhado contra um edifício dos serviços secretos afegãos em Qalat, no sul do país, informaram as autoridades locais.

O ataque, que também atingiu o hospital da cidade, foi confirmado à agência de notícias France-Presse (AFP) pelo governador da província de Zabul, Rahamatullah Yarmal, e reivindicado por um porta-voz dos talibãs, Qari Yusuf Ahmadi.

Na quarta-feira, pelo menos 12 pessoas ficaram feridas num atentado contra um edifício governamental na província de Nangarhar, no Afeganistão, um dia depois de dois atentados que causaram perto de 50 mortos.

Os atentados de terça-feira foram reivindicados pelos talibãs, que já ameaçaram boicotar todo o processo eleitoral com violência, para impedir a realização, por considerarem que o processo é manipulado por potências estrangeiras.