O deputado e porta-voz do CDS, João Almeida, é candidato à liderança do partido no congresso nacional de janeiro de 2020. O anúncio foi feito num vídeo publicado nas redes sociais.

“Quero transmitir-vos a minha motivação, determinação e confiança por tudo aquilo que nos une”, começa por dizer João Almeida. “O resultado do CDS nas últimas eleições não é irreversível. Quando me filiei no CDS tínhamos cinco deputados”, recorda, referindo que “depois disso, conseguimos estar duas vezes no Governo, tivemos o maior grupo parlamentar em 25 anos, (…) conseguimos recuperar de uma para seus câmaras municipais”. “Conseguimos isso tudo porque valorizamos aquilo que nos une.”

O candidato frisa ainda que o CDS “precisa de afirmar a sua voz na oposição a este Governo”. “Estou motivado para lutar por tudo aquilo que nos une.”

João Almeida é, assim, o terceiro a entrar na corrida à sucessão de Assunção Cristas. Abel Matos Santos, da Tendência Esperança em Movimento (TEM), e Carlos Meira, ex-líder da concelhia de Viana do Castelo, também já anunciaram que são candidatos.

Há mais dois potenciais candidatos, Filipe Lobo d’Ávila, do “Juntos pelo Futuro”, e Francisco Rodrigues dos Santos, líder da Juventude Popular (JP), que anunciaram a apresentação de moções de estratégia e também admitem concorrer.

(Em atualização)