Num momento em que o debate nos EUA se centra na eventual destituição do presidente americano, Donald Trump decidiu falar de casas de banho e de lâmpadas. “As pessoas estão a puxar o autoclismo 10 a 15 vezes, em vez de uma”, disse o presidente americano, citado pelos meios de comunicação social do país.

“Temos uma situação em que estamos a olhar muito seriamente para lavatórios, chuveiros e outros elementos de casas de banho em que se abre a torneira e em áreas em que há grandes quantidades de água”.

Tudo porque os americanos estarão com dificuldade em lavar as mãos, de acordo com Donald Trump. “Vocês abrem a torneira e não têm nenhuma água. Eles tomam um banho e a água vem às pinguinhas”, disse o presidente americano durante um debate na Casa Branca com líderes de pequenas e médias empresas sobre excessos regulatórios.

“Vocês vão a um edifício novo ou uma casa nova e eles têm padrões, mas não conseguem aceder a água. Não podem lavar as mãos com facilidade, tal é a escassez de água que vem da torneira. E o resultado é que deixam a torneira ligada e demora muito mais tempo a lavar as mãos”, disse o presidente norte-americano.

Trump recomendou à Agência para a Proteção Ambiental (EPA, em inglês) que olhasse para o problema nas casas de banho americanas, mas a CNN nota que não é inteiramente claro qual é a dimensão do problema em causa e quais foram exatamente as sugestões dadas por Trump. O jornal britânico The Guardian lembra que o uso de sanitas com descargas de baixo consumo começou em 1990, com o presidente George HW Bush, tendo alterações ao longo dessa década.

Outro dos problemas identificados por Donald Trump foi o das lâmpadas antigas, que têm de ser substituídas. “Temos de nos ver livres das lâmpadas a que as pessoas se habituaram — as novas lâmpadas são muito mais caras”. E repetiu uma ironia que já tinha usado: “Lamento dizê-lo, mas não nos fazem parecer tão bem. Sendo uma pessoa tão vaidosa, isso é muito importante para mim. Dá um ar cor de laranja e eu não quero um ar cor de laranja. Já alguém notou?”