O humorista Ricardo Araújo Pereira vai regressar à SIC, está a avançar o próprio canal no Jornal das 10 da SIC Notícias. O programa “Governo Sombra”, com Ricardo Araújo Pereira, Pedro Mexia, João Miguel Tavares e Carlos Vaz Marques, vai estrear a 10 de janeiro. É, segundo o canal, “uma estratégia para o desenvolvimento criativo de conteúdos inovadores e capazes de chegar a diferentes públicos nas diversas plataformas disponíveis”.

De acordo com a notícia publicada no site da SIC Notícias, Ricardo Araújo Pereira vai integrar outros projetos além do painel de análise política que até agora era acolhido pela TVI: “Os projetos a desenvolver por Ricardo Araújo Pereira serão anunciados brevemente”. É o regresso do humorista português à casa do “Gato Fedorento” e de “Gato Fedorento Esmiúça os Sufrágios”, na SIC e na SIC Radical com Miguel Góis, Zé Diogo Quintela e Tiago Dores.

Ricardo Araújo Pereira considera “muito gratificante” o regresso à SIC: “Eu sempre quis conhecer as Laveiras e nunca se proporcionou”, comentou o humorista, referindo-se à localidade de Caxias onde funcionam os estúdios do canal. E prossegue: “Não é segredo para ninguém que se trata de uma das mais belas localidades da União de Freguesias de Oeiras e São Julião da Barra, Paço de Arcos e Caxias. Fiquei muito contente com o convite, que demonstra claramente que, quando uma estação é líder, pode dar-se ao luxo de começar a tomar decisões um bocado absurdas”.

Em declarações oficiais, Daniel Oliveira, diretor geral de entretenimento da Impresa, confirma a contratação de Ricardo Araújo Pereira por considerar que as “suas notáveis e especiais qualidades” tornarão a equipa da SIC “ainda mais valiosa”. “Este seu regresso a uma casa que é também a sua, onde despontou como humorista e tem um histórico de sucesso memorável, será bastante estimulante para o público. Vamos aumentar a nossa capacidade de produzir mais conteúdos de humor nos diferentes formatos que o género permite, o que é muito desafiante para quem cria e amplia a nossa visibilidade junto de um espectro alargado do auditório”, concluiu.

Na altura em que Cristina Ferreira saiu da TVI para embarcar na SIC, a passagem de Ricardo Araújo Pereira para o terceiro canal já tinha sido tentada. A contratação do humorista foi impedida pelo facto de, por contrato, Ricardo Araújo Pereira só poder mudar de casa se o painel inteiro de “Governo Sombra” fosse com ele para a SIC, o que implicaria um grande investimento do canal. Por isso, Daniel Oliveira contratou a apresentadora Cristina Ferreira primeiro. Só agora, com os estrondosos resultados do canal, é que as negociações chegaram a bom porto.

Sérgio Figueiredo, diretor de informação da TVI, lembrou ao Observador como “a presença de Ricardo Araújo Pereira nos últimos anos” permitiu ao canal “valorizar o humor na televisão portuguesa como há muitos anos não acontecia”. “A TVI ousou formatos inovadores e marcantes, coisas que continuaremos a perseguir, assumindo opções que não são óbvias a partida mas que se tornam rapidamente aceites pela qualidade e inteligência da Informação de que o país tanto necessita”, disse ainda.

[Artigo atualizado às 18h01 com as declarações do diretor de informação da TVI]