Anualmente, o concurso internacional Car of the Year reúne durante o Salão Automóvel de Genebra para eleger o vencedor do ano. Desta vez, sem evento, uma vez que foi anulado devido ao coronavírus, a organizador reuniu num certame vazio e às moscas para decidir que o Peugeot 208 é o Car of the Year de 2020, entre os sete finalistas.

No processo, o utilitário francês da Peugeot venceu o seu conterrâneo e eterno rival Renault Clio, que até aqui sempre o ultrapassou nas vendas, restando ver o que irá acontecer com as actuais gerações, com ambas a ter chegado ao mercado no final de 2019.

Quase tão entusiasmante quanto saber quem seria o melhor entre os modelos generalistas, era conhecer o vencedor no segmento dos eléctricos, onde a Tesla era desafiada pela Porsche. Só que, desta vez, o dispendioso Taycan tinha como adversário o mais acessível Model 3, ou seja, um veículo cujos preços oscilam entre 48.900€ e 65.800€, enquanto o Taycan arranca nos 110.000€ e vai até aos 192.000€. Porém, os jurados não só deram a primazia ao Tesla, como lhe atribuíram o segundo maior número de pontos entre os sete finalistas, com 242 pontos, à frente do Porsche com 222.

Outro duelo a seguir era aquele em que o Toyota Corolla, o modelo mais produzido no mundo, enfrentava o BMW Série 1. O modelo japonês sagrou-se vencedor, com 152 pontos contra 133 do rival alemão. Imediatamente à frente destas berlinas do segmento C ficou o Ford Puma, o único dos SUV presentes. Para este Sport Utility Vehicle, com antigo nome de coupé, ser o 5º mais votado é algo estranho, sobretudo porque os SUV são os veículos mais populares no mercado europeu.