Uma linha de apoio psicológico a propósito do surto de Covid-19 — direcionada a todos os cidadãos, profissionais de saúde incluídos — está a ser “negociada” entre a Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP) e o Ministério da Saúde. Ambas as entidades estão em contacto para esse efeito, confirma ao Observador Samuel Antunes, diretor do Programa de Promoção de Saúde Mental nos locais de trabalho da OPP.

A linha será criada para “fazer face às ansiedades e inquietações nesta situação e também para apoiar os técnicos de saúde que estejam em contacto com doentes”. É expectável que entre em vigor com alguma brevidade, dado o panorama atual — há 78 infetados por Covid-19 em Portugal (mais de 120 mil em todo o mundo). “As reuniões já começaram, isto já está em marcha”, assegura ao Observador Samuel Antunes.

A linha em questão contará com os profissionais da OPP, ou seja, do outro lado  estarão disponíveis para atender o telefone psicólogos credenciados pela ordem. “Não sabemos quantos profissionais vão configurar a linha, mas estamos preparados para dar resposta em função das necessidades que surgirem. Acreditamos que isto envolva um largo número de psicólogos credenciados.”

A OPP e o Ministério da Saúde, afirmou ainda Samuel Antunes, querem que a linha esteja em vigor “brevemente” devido à “enorme necessidade”. A medida vai em linha de conta com que o foi realizado aquando dos incêndios de 2017.

O Observador contactou também o Ministério da Saúde mas, até ao momento, ainda não obteve resposta.