Cristiano Ronaldo, o ás português do futebol, pode ser mais conhecido pelas suas capacidades como atleta ou pela sua arte de marcar golos, mas a sua paixão por supercarros não lhe fica atrás. Os supercarros que compõem a sua garagem são um exemplo de bom gosto e, segundo um site especializado neste tipo de veículos, a estrela do Juventus está preste a juntar um Bugatti Centodieci aos Bugatti Veyron e Chiron que já possui.

O Centodieci é uma obra de arte sobre rodas, simultaneamente moderna e sofisticada, mas igualmente com uns pozinhos de história. A sua denominação está alinhada com o objectivo, que consiste em homenagear o Bugatti EB110. Se a Bugatti está actualmente integrada no Grupo Volkswagen, entre 1991 e 1995 pertencia a um grupo de empresários liderados por Romano Artioli, que produziu várias versões do EB110, assim apelidado porque foi apresentado exactamente 110 anos após o nascimento de Ettore Bugatti, que fundou a marca em 1909.

O motor do Centodieci continua a ser o 8 litros com 16 cilindros em W, soprado por quatro turbocompressores. Mas em vez dos habituais (e sempre impressionantes) 1500 cv, viu a sua potência elevada para 1600 cv. A isto soma uma série de pormenores estéticos que aproximam esta versão do Chiron do que foi o EB110 há quase 30 anos.

A Bugatti decidiu fabricar apenas 10 unidades do Centodieci, como forma de o tornar ainda mais exclusivo e fazer disparar o seu preço. Este ronda 8 milhões de euros à saída da fábrica, ou seja, antes de impostos, um salto considerável face ao Chiron dito normal, transaccionado por 2,5 milhões antes de taxas.

De acordo com o The Supercar Blog e com o site SlashGear, Ronaldo, que possui uma relação muito próxima com a Bugatti, terá encomendado um Centodieci e aguarda a sua entrega, que é bem provável que tenha sido atrasada devido à confusão provocada pela Covid-19. O blogue contactou a fábrica que, seguindo o procedimento que lhe é habitual, se recusou a comentar as aquisições de qualquer cliente. Mas Ronaldo não é um cliente qualquer para a marca francesa, uma vez que não só já possui um Veyron e um Chiron, como participou em vídeos promocionais para o construtor.

Apesar das afirmações do blog, é aconselhável aguardar pelo anúncio do jogador português que, como lhe é habitual, não deixará de mostrar a sua nova montada no Instagram, se e quando esta chegar à sua garagem. De recordar que, em 2019, foi igualmente atribuída ao madeirense a aquisição do Bugatti La Voiture Noire, ainda mais exclusivo por apenas ter sido produzida uma unidade, comercializada por 11 milhões de euros, o que nunca veio a confirmar-se.