Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O Grupo Inditex, dono da Zara e de muitas outras marcas, reabriu esta quinta-feira algumas lojas, soube o Observador. No total, a empresa espanhola reabriu cinco lojas de rua em Portugal Continental, todas elas com uma área até 200m2, de acordo com as indicações do Governo para o início da reabertura das atividades económicas.

Na Madeira, a cadeia já reabriu todas as superfícies, uma vez que o Governo Regional optou por autorizar um regresso menos gradual à normalidade, autorizando estabelecimentos de qualquer dimensão a reabrir a partir do início da semana. Desta feita, a Inditex, que considerando as várias marcas será a maior cadeia de retalho em Portugal,  retomou o funcionamento de lojas de rua, com área inferior e superior a 200m2, bem como as lojas em centros comerciais.

Em território continental, as cinco lojas que reabriram esta quinta-feira são as que estão dentro da área permitida pelo Governo. Entre elas, encontram-se duas na zona da Baixa/Chiado, em Lisboa — uma Bershka e uma Stradivarius –, bem como uma Zara Kids em Barcelos, exclusivamente dedicada a roupa de criança. Em todas as situações, as lojas encontram-se a funcionar com horários reduzidos, segundo apurou o Observador.

Em Portugal, o grupo espanhol colocou mais de 4.500 trabalhadores em regime de lay-off (total e parcial), logo a partir do dia 22 de março, segundo confirmou o CESP — Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal ao Observador. De fora destas medidas, terão ficado o trabalhadores afetos à gestão das vendas online. O regime tem duração até 22 de maio, contudo, com a reabertura das lojas com área até 400m2 prevista para dia 18, vários funcionários devem apresentar-se ao trabalho já a partir da próxima segunda-feira.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Detentor das marcas Zara, Massimo Dutti, Bershka, Stradivarius, Pull & Bear, Oysho, Zara Home, Uterqüe e Lefties, o Grupo Inditex encerrou todas as suas lojas em Portugal (cerca de 350) a 18 de março. Agora, a gradual reabertura é feita em cumprimento de todas as normas de higiene e segurança exigidas por lei, pelo que soube o Observador. O grupo prepara agora uma nova vaga de reaberturas para a partir de 18 de maio, que inclui as lojas de rua até 400m2.

Esta semana, outras cadeias anunciaram a reabertura de lojas de rua dentro da área permitida por lei. É o caso da portuguesa Parfois, que reabre esta semana um total de 35 espaços. Também o grupo Tendam, responsável por marcas como a Springfield e a Women’Secret reabriu um total de 13 lojas em Portugal Continental, bem como todos os espaços localizados na Região Autónoma da Madeira.

Artigo atualizado dia 7 de maio, às 17h15, com a informação relativa ao regime de lay-off.