Isidre Correa, de 61 anos, esteve mais de 50 dias internado na unidade de cuidados intensivos do Hospital del Mar, em Barcelona, depois de ter sido diagnosticado com Covid-19. Esta quarta-feira, foi ver o mar, deitado num cama do hospital.

Não é a primeira vez que os profissionais de saúde deste hospital levam os doentes até junto da praia, aproveitando a proximidade da unidade hospitalar com a praia de Somorrostro, lê-se no jornal espanhol La Vanguardia. Para que este passeio aconteça, contudo, é necessário que o doente esteja estável e o próprio e a família deem o seu consentimento prévio.

Foi o que aconteceu com Isidre, cujo diagnóstico de Covid-19, associado a diabetes e obesidade, obrigaram-no a ficar nos cuidados intensivos desde meados de abril. Apesar de ter estado gravemente doente, como sublinhou Joan Ramon Masclans, responsável pela unidade de cuidados intensivos, a sua evolução permitiu que, esta semana, acompanhado de vários profissionais de saúde e da mulher, pudesse atravessar a rua e estar vários minutos a olhar para o mar.

“Devemos inovar no humanismo e estes detalhes são muito importantes para a recuperação dos doentes”, afirmou o médico, citado pelo La Vanguardia.

Veja as imagens do momento, captadas pelo fotógrafo David Ramos e que têm corrido o mundo.

10 fotos