Rui Rio não terá gostado de ouvir Luís Marques Mendes, no domingo à noite, a acusá-lo de incoerência e usou a conta oficial de presidente do PSD no Twitter para responder a “este comentador” com um vídeo disponível no Youtube sobre os comentários de Mendes sobre o BES, que dizia que o banco estava “sólido” nas semanas que antecederam o colapso e, cinco anos depois, falava num “buracão monumental” no banco, com reflexos ainda para a gestão do Novo Banco.

“Este comentador parece que, ontem na SIC, ajustou uns factos à medida para poder levantar a hipótese de eu ser incoerente. Em matéria de incoerência, pode tirar aqui as medidas e ver a quem serve o fato”, escreveu Rui Rio, acrescentando os símbolos de uma tesoura, uma agulha e um carrinho de linhas de costura e, ainda, a ligação para o vídeo no Youtube.

O vídeo partilhado por Rui Rio, como alfinetada a Luís Marques Mendes, é um vídeo produzido por um utilizador do Youtube chamado “Vargas”, que reuniu os comentários de Luís Marques Mendes, no mesmo espaço de comentário na SIC, ao longo das várias semanas que ficaram marcadas pela resolução do Banco Espírito Santo (BES), bem como nos tempos mais recentes, em que o Novo Banco continua a precisar de injeções públicas no âmbito do acordo de venda da instituição. “Não ter um pingo de vergonha na cara, aula prática” é o título do vídeo no Youtube.

Pandemia Covid torna mais provável Novo Banco esgotar “plafond” da ajuda pública

Marques Mendes, no domingo, pediu coerência a Rui Rio no que toca à passagem, por parte do parlamento, de leis “ad hominem“, como a que considerou ser a lei que poderá impedir a ida de Mário Centeno para o Banco de Portugal.