O Santuário de Fátima confirmou este domingo a existência de 16 casos, entre colaboradores internos e externos, que testaram positivo para o novo coronavírus.

De acordo com uma nota do Santuário, na passada sexta-feira a entidade foi informada que um colaborador estava infetado com o novo coronavírus. “De imediato foi dada indicação de isolamento profilático para todas as pessoas que tinham contactado diretamente com ele”.

Foram feitos testes a todos os colaboradores internos do Santuário e aos membros do coro. Neste sábado foram realizados 244 testes, dos quais resultaram estes 16 casos positivos e 228 negativos. “Na próxima segunda-feira serão feitos os restantes, cerca de 70”.

“Todas as 16 pessoas com infeção confirmada têm ligação ao caso inicial, integram o Coro do Santuário e não estiveram em contacto direto com os peregrinos. Mesmo as pessoas que testaram negativo, mas que estiveram em contacto com algum paciente confirmado, foram dispensadas, para poderem fazer o isolamento profilático que é determinado”, indica o comunicado enviado às redações.

O Santuário de Fátima salienta que acionou o seu Plano de Contingência logo que soube da existência do primeiro caso positivo que está na origem da cadeia de transmissão. “Em articulação com a Autoridade de Saúde, mantém um acompanhamento rigoroso e permanente da situação de forma a garantir o máximo de bem-estar e as melhores
condições de saúde e segurança no acolhimento de peregrinos”.

Por isso mesmo, a entidade continua a fazer um apelo a todos os seus colaboradores e os peregrinos, que mantenham o cumprimento integral das regras de distanciamento social, bem como o uso de máscara, sempre que estiverem em espaços fechados e com muita gente.