A Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve abriu esta terça-feira candidaturas para contratar 42 enfermeiros e reforçar as equipas dos centros de saúde da região, no âmbito das medidas e excecionais para combater a pandemia de Covid-19.

O aviso da oferta pública de emprego indica que os 42 enfermeiros irão “reforçar as equipas” dos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) do barlavento, central sotavento e os interessados têm quatro dias úteis, até 29 de junho, para “formalizar candidaturas através do preenchimento do formulário disponível no site institucional da ARS Algarve”, esclareceu a ARS do Algarve num comunicado.

O contrato terá uma duração de “quatro meses” e será realizado “ao abrigo das medidas excecionais relativas à pandemia da Covid-19”, precisou a ARS.

“As candidaturas devem ser formalizadas através do preenchimento de formulário, devendo o mesmo ser remetido até às 23:59 horas do último dia do prazo estipulado do presente aviso, ou seja, dia 29 de junho de 2020, para o endereço eletrónico: rhumanos@arsalgarve.min-saude.pt”, indicou a mesma fonte.

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 472 mil mortos e infetou mais de 9,1 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.540 pessoas das 39.737 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (120.402) e mais casos de infeção confirmados (mais de 2,3 milhões).

Seguem-se o Brasil (51.271 mortes, mais de 1,1 milhões de casos), Reino Unido (42.647 mortos, mais de 305 mil casos), a Itália (34.657 mortos e mais de 238.700 casos), a França (29.663 mortos, mais de 197 mil casos) e a Espanha (28.324 mortos, mais de 246.500 casos).

A Rússia, que contabiliza 8.349 mortos, é o terceiro país do mundo em número de infetados, depois dos EUA e do Brasil, com mais de 598 mil, seguindo-se a Índia, com mais de 440 mil casos e 14.011 mortos.