A Polícia judiciária de Vila Real deteve um agricultor suspeito de ter ateado um foco de incêndio em área florestal, em Jorjais de Perafita, concelho de Alijó, anunciou esta quarta-feira aquela força policial.

A PJ, através do Departamento de Investigação Criminal de Vila Real, deteve o homem de 63 anos por estar “fortemente indiciado” pela prática do crime de incêndio florestal. O fogo ocorreu no dia 18 de junho e consumiu uma área constituída, maioritariamente, por mato e pinheiro bravo.

Segundo a PJ, o foco de incêndio “colocou em perigo uma mancha florestal, constituída por mato e povoamento de pinheiro bravo, bem como várias habitações, de valor consideravelmente elevado, que apenas não foram consumidas devido à rápida intervenção dos bombeiros e de um meio aéreo”.

O agricultor vai ser presente a interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação.