As manchetes mais sensacionalistas foram fáceis de escrever: “Rooney contraria Klopp”. Algo que, de facto, aconteceu. O que é preciso acrescentar, porém, é que o experiente avançado inglês contrariou Klopp para o elogiar — a ele, ao trabalho desenvolvido no Liverpool e ao próprio clube. O atual jogador do Derby County, que voltou a Inglaterra em janeiro depois de dois anos nos Estados Unidos, decidiu pegar em declarações recentes do treinador alemão para defender que o futuro do Liverpool pode ser hegemónico.

Isto porque, há dias, Klopp disse que dificilmente o Liverpool — ou qualquer outro clube — conseguirá dominar o futebol inglês e europeu como o Manchester United chegou a fazer, nos anos 90 e já no século XXI, com Alex Ferguson ao comando e com Rooney, na segunda geração, como uma das figuras de proa. Na opinião do avançado de 34 anos, porém, este conjunto de jogadores dos reds tem toda a possibilidade de chegar a um nível de hegemonia semelhante.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.