Duzentos testes à Covid-19 foram realizados, nas últimas 24 horas, a passageiros no Aeroporto de Lisboa provenientes do Brasil, Estados Unidos e Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), afirmou esta sexta-feira a ministra da Saúde.

Realizámos, nas últimas 24 horas, já duas centenas de testes”, disse Marta Temido, durante a conferência de imprensa regular para atualizar a informação relativa à pandemia de Covid-19.

Segundo a ministra, o INEM e o Instituto Nacional Ricardo Jorge têm estado a assegurar o apoio ao Aeroporto de Lisboa para a aplicação de testes à Covid-19 a passageiros dos PALOP, Brasil e Estados Unidos.

“No caso de os passageiros não trazerem um teste, essa falta é suprida no aeroporto”, aclarou Marta Temido.

A medida surge na sequência do despacho aplicado a partir de 1 de julho sobre a circulação em transporte aéreo.

Enquanto não temos a certeza de que [os passageiros] sejam portadores de teste negativo, estamos a complementar, para garantir que ninguém fica prejudicado”, frisou Marta Temido.

Portugal regista esta sexta-feira mais 11 mortos devido à doença Covid-19 do que na quinta-feira e mais 374 infetados, dos quais 300 na Região de Lisboa e Vale do Tejo, divulgou a Direção-Geral da Saúde (DGS).