A resposta chegou como a mensagem original: via Twitter. “O ridículo não tem limites”, respondeu o PCP à comparação de Rui Rio entre a experiência feita na Alemanha com duas mil pessoas em concertos e as 33 mil autorizadas na Festa do Avante!.

“Nós cá em Portugal estamos muito à frente. Vamos testar com 33.000 na Quinta da Atalaia”, escreveu o líder do PSD, comparando a festa comunista à experiência que pretende testar qual o melhor modelo para evitar contágios em concertos. “O PIB deles é 16 vezes maior do que o nosso e nós testamos com 16 vezes mais público.”

Rui Rio volta a criticar Festa do Avante!

O PCP aproveitou as comparações para dizer que o estádio em Leipzig, na Alemanha, é oito vezes mais pequeno que o espaço da Festa do Avante! e que o evento na Quinta da Atalaia decorre ao ar livre.

A troca de críticas no Twitter e os ataques por parte do líder social-democrata à festa comunista não são novos. Já este mês, Rui Rio tinha dito que mesmo que a capacidade do recinto fosse reduzida em 50%, para 50 mil pessoas, era equivalente a um estádio de futebol, do Porto ou Sporting, completamente cheios. Estádios esses que ainda não podem ter público.

Rui Rio quer “coerência” na lotação do “Avante!” e lembra que metade de 100 mil corresponde aos estádios do Sporting e FC Porto

Também nessa altura o PCP classificou as declarações de ridículas e voltou a frisar que Rui Rio ataca os direitos dos trabalhadores. “Há afirmações tão ridículas que só podem assentar numa aversão sem limites ao PCP e à sua luta pelos direitos dos trabalhadores e do povo”, respondeu, na altura, gabinete de imprensa do PCP.