O antigo primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi foi esta sexta-feira internado no Hospital San Raffaele de Milão dias depois de ter testado positivo à Covid-19, informaram os seus porta-vozes.

“Após o aparecimento de alguns sintomas, o Presidente Berlusconi foi internado no Hospital San Raffaele em Milão como medida de precaução. O quadro clínico não é preocupante“, explicaram. O homem de negócios e antigo presidente do AC Milan tinha dito na quinta-feira que estava bem e que continuava a trabalhar.

O médico pessoal de Berlusconi, Alberto Zangrillo, trabalha no hospital de San Raffaele e disse que quando se soube do teste positivo o líder da Forza Italia estava assintomático e mantinha-se em isolamento na sua residência de Milão.

Quero ter a certeza de que estou bem. Também eu sou uma vítima como tantos italianos do contágio da Covid. Uma doença da qual nunca apreciámos a importância ou os riscos envolvidos e a consequente necessidade de medidas mais rigorosas na proteção da saúde pública”, escreveu Berlusconi, de 83 anos, no Twitter.

Para além do ex-presidente, dois dos seus filhos, Barbara, de 36 anos, e Luigim, com 31, bem como a sua atual namorada, a congressista Marta Fascina, de 30 anos, deram positivo no teste do coronavírus.

O líder da Forza Italia terá deixado Villa Certosa em 19 de agosto e mudou-se para Arcore. Dias antes, na noite de 15 de agosto, Berlusconi esteve numa festa com algumas dezenas de pessoas. No seu regresso a Arcore e depois de saber do resultado positivo de um amigo, o empresário Flavio Briatore, com quem teve uma reunião na Sardenha, Berlusconi foi testado serologicamente e o resultado foi negativo.

Em 27 de agosto, Berlusconi viajou para Valbonne, em França, onde vive a sua filha mais velha Marina, e em 1 de Setembro regressou a Arcore, onde foi novamente testado, com resultado positivo.