Depois de Lisboa e Porto, a Uber anunciou esta quinta-feira a chegada da Uber Green a mais cidades portuguesas, incluindo Algarve, Coimbra, Braga e Aveiro. Este serviço, que estreou em Portugal em 2016, permite aos passageiros fazer viagens 100% elétricas ao mesmo preço que um UberX.

Em comunicado, a empresa informa ainda que já foram realizadas mais de sete milhões de viagens em veículos 100% elétricos nas cidades portuguesas, o que permitiu uma poupança de nove mil toneladas de emissões de CO2 (para ilustrar, o equivalente a 37 mil viagens de avião entre Lisboa e Nova Iorque). Até 2025 o objetivo é que 50% do total de quilómetros em sete capitais europeias (Lisboa, Amesterdão, Berlim, Bruxelas, Londres, Madrid e Paris) seja feito em Veículos de Zero Emissão (VZE).

“Em Setembro a empresa anunciou um compromisso global em tornar-se numa plataforma de mobilidade de zero emissões até 2040, em 10.000 cidades e seis continentes, com 100% das viagens a serem realizadas através de Veículos Zero Emissões (VZE), transportes públicos e micromobilidade.  A Uber comprometeu-se também que até 2030 as viagens serão 100% eléctricas através de VZE nos EUA, Canadá e cidades europeias”, refere ainda a Uber em comunicado.

Depois de anunciarmos a limitação de veículos adicionais a veículos elétricos nas maiores cidades e expandirmos a Uber para 100% do território nacional, este é um passo natural no nosso percurso rumo à sustentabilidade nas cidades em que operamos. A partir de agora, também os parceiros no Algarve, em Coimbra, Aveiro e Braga vão beneficiar do produto Uber Green para poderem oferecer viagens 100% elétricas nas suas comunidades”, refere Manuel Pina, diretor-geral da Uber em Portugal, citado em comunicado.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A aplicação da Uber permite viagens em todo o país desde julho deste ano e é também desde este mês que a plataforma só aceita novos veículos nas principais cidades portuguesas se forem elétricos, como é o caso da áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto, e dos distritos de Braga e de Faro. A Uber Green foi lançada em Portugal em 2016 e vai continuar a ser expandida em toda a Europa. O objetivo é que até ao final de 2021 se passe de 37 para 60 cidades com esta opção. 

Uber só vai aceitar carros elétricos a partir de 16 de julho nas grandes cidades

A empresa conta também com várias parcerias para facilitar a transição dos motoristas para veículos de zero emissões, como é o caso, em Portugal, da LeasePlan, que “permite aos parceiros que usam a aplicação terem acesso a veículos elétricos a preços mais acessíveis, através de um produto renting com todos os serviços incluídos”.

Também existe uma parceria entre a Uber e a Power Dot, na qual os motoristas têm acesso exclusivo a seis hubs de carregamento elétrico a preços competitivos em todo o país, com 14 pontos de carregamento que permitem mais de mil carregamentos diários. Já a parceria com a Renault-Nissan quer garantir que os motoristas tenham acesso a veículos elétricos a preços mais acessíveis na Europa.