O Papa Francisco usou máscara, pela primeira vez, num evento público esta terça-feira, na Basílica de Santa Maria em Aracoeli, em Roma, na 34.ª edição do dia da oração pela paz, que junta líderes de várias religiões para rezarem pelas vítimas da guerra e da pandemia de Covid-19, avança a Reuters.

Papa Francisco e outros líderes religiosos rezam pelas vítimas da guerra e da pandemia

Nos últimos meses, surgiram várias críticas ao Sumo Pontífice por raramente usar máscara — utilizava-a maioritariamente quando se deslocava de carro. Além disso, muitos também criticaram a iniciativa de o Papa Francisco se chegar perto de fiéis, não respeitando as normas de distanciamento social.

Esta atitude surge após terem sido detetados quatro casos de Covid-19 entre os membros dos Guardas Suíças do Papa e de oficiais próximos do chefe máximo da Igreja Católica terem contraído a doença.

Itália também registou um aumento de casos de Covid-19 recentemente e esta terça-feira atingiu os 10.874 novos casos do novo coronavírus — chegando próximo do recorde de novas infeções, que se situa nos 11.705 casos.