Jorge Fonseca conquistou este domingo a medalha de bronze na categoria de -100kg no último dia do Grand Slam de Budapeste, derrotando no final das repescagens o francês Alexandre Iddir.

Jorge Fonseca, o judoca que fez ippon ao cancro. “Incomodou-me a forma como fui exposto na doença”

O campeão mundial da categoria, título alcançado em agosto de 2019, e quinto do ranking mundial de -100kg começou por derrotar por wazari o holandês Simeon Catharina, seguindo-se mais dois triunfos contra o francês Cédric Olivar e o húngaro Miklos Cirjenics. Jorge Fonseca perdeu depois na meia-final com o russo Arman Adamian, caindo para as repescagens onde conseguiu o terceiro lugar contra Iddir. Este ano, antes da paragem pela pandemia, o antigo campeão europeu Sub-23 tinha acabado em quinto o Grand Slam de Düsseldorf.

Jorge Fonseca, campeão mundial de judo, está infetado com Covid-19. Wilsa Gomes também testou positivo

Jorge Fonseca conquista a medalha de ouro em -100kg nos Mundiais de judo

De recordar que esta foi a terceira medalha de judocas portugueses na competição que marca o regresso das provas internacionais da modalidade após a interrupção de meses por causa da pandemia: na sexta-feira, Rodrigo Lopes tinha ganho a medalha de bronze em -60kg, a mesma posição conseguida por Bárbara Timo em -70kg este sábado. Telma Monteiro, medalhada olímpica em 2016 no Rio de Janeiro, acabou em quinto em -57kg.

Bárbara Timo conquista medalha de bronze no Grand Slam de Budapeste

Rochele Nunes, em +78kg, ficou no quinto posto. A luso-brasileira começou por vencer a húngara Mercedesz Szigetvari, perdeu ainda na fase preliminar com a turca Kayra Sayit, ganhou no primeiro combate das repescagens à sérvia Milica Zabic mas falhou o terceiro lugar com a brasileira Maria Suelen Altheman. Também este domingo, terceiro e último dia de competição na Hungria, Vasco Rompão caiu no primeiro combate na categoria de -100kg, perdendo contra o holandês Jur Spijkers, o mesmo acontecendo com Patrícia Sampaio, em -78kg, que, após ficar isenta na primeira ronda, caiu frente à holandesa Natascha Ausma.

Judo. Rodrigo Lopes bronze em Budapeste, Telma Monteiro falha pódio por pouco

De recordar que esta foi a primeira grande prova internacional desde a interrupção por causa da pandemia, tendo juntado na capital húngara cerca de 400 atletas de mais de 60 países. “Este é um regresso do Circuito Mundial como nenhum outro. Budapeste está pronta para sediar um espetacular evento de qualificação olímpica mas este será um evento muito especial e ‘elétrico’. Após mais de meio ano de restrição silenciosa, voltamos a encontrar-nos!», comentara Marius Vizer, presidente da Federação Internacional de Judo.