O judoca Jorge Fonseca conquistou a medalha de ouro na categoria de -100kg nos Mundiais de judo que estão a decorrer em Tóquio, no Japão. O atleta do Sporting venceu o russo Niyaz Ilyasov na final, já depois de ter eliminado o azeri Elmar Gasimov, vice-campeão olímpico, nas meias-finais, e o georgiano Varlam Liparteliani nos quartos de final. O judoca de 26 anos junta-se assim a Bárbara Timo, que esta quinta-feira conquistou também a medalha de prata mas em -70kg, e torna-se o primeiro português de sempre a conquistar uma medalha de ouro em Mundiais.

Jorge Fonseca quer ser “recebido em festa”. Treinador pede “humildade”

Jorge Fonseca disse esta sexta-feira esperar ser “recebido em festa”, assumindo que o combate “mais difícil” foi o primeiro. “Quero ser recebido em festa, todo o mundo a dançar e a viver. É isso que eu quero”, exclamou o  judoca português, em declarações à Lusa, instado a justificar a sua celebração, após o triunfo.

Jorge Fonseca admitiu ter começado mal o torneio no primeiro combate, mas depois recuperou para um “grande desempenho”.

Não consigo imaginar um melhor desempenho para esta competição. Trabalhei bastante para isto e estou muito feliz. Senti-me o melhor judoca do mundo, trabalhei imenso para isto e é um momento muito grande na minha vida. [Ouvir o hino] é uma situação incrível, nunca o tinha ouvido em campeonatos do mundo. Espero voltar a ouvir muitas vezes”, declarou.

À Rádio Observador Pedro Soares, treinador de Jorge Fonseca, garante que a vitória foi “muito boa” mas que “amanhã é um novo dia, e há que começar a preparar os Jogos Olímpicos”.

O treinador Pedro Soares falou à Rádio Observador sobre a vitória de Jorge Fonseca

O treinador garantiu ainda que vai dizer a Jorge Fonseca “que não pode perder a humildade, porque um atleta sem humildade é um atleta condenado ao fracasso”. No entanto, admite que o título é “o culminar de muito esforço e trabalho, de muitas provas que não correram bem”: “Cada vez que não conseguimos chegar a uma medalha, isso foi a construção de algo maior”.

O treinador Pedro Soares falou à Rádio Observador sobre a vitória de Jorge Fonseca

Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa felicitam Jorge Fonseca pelo título mundial

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, felicitou o judoca Jorge Fonseca pelo título mundial conquistado, numa nota publicada na sua página oficial na Internet.

“O Presidente da República felicita o judoca Jorge Fonseca que se sagrou campeão do mundo na categoria -100kg no campeonato do mundo de judo que decorre em Tóquio, no Japão”, lê-se na mensagem de Marcelo Rebelo de Sousa.

O Chefe de Estado estendeu as felicitações à judoca Bárbara Timo, pela medalha de prata conquistada na quinta-feira em -70kg, e desejou aos restantes atletas portugueses ainda em prova os “maiores sucessos até ao final da competição”.

Em -73 kg, Patrícia Sampaio, de 20 anos, também venceu os três primeiros combates, diante de Shu Huei Hsu Wang, da China Taipé, da montenegrina Jovana Pekovic e da holandesa Marhinde Verkerk, que venceu o título mundial em 2009, antes de ser derrotada pela japonesa Shori Hamada, atual campeã do mundo, por ippon, nos quartos de final.

Bárbara Timo é vice-campeã do mundo de judo na categoria -70kg

A judoca natural de Tomar, que em juniores já se sagrou campeã europeia em 2018 e arrebatou as medalhas de bronze nos Mundiais de 2017 e 2018, perdeu na disputa da medalha de bronze com a brasileira Mayra Aguiar. No sábado, Portugal vai estar representado por Rochele Nunes, em +78 kg, antes do encerramento dos Mundiais, no domingo, com a competição por equipas.

Também o primeiro-ministro, António Costa, deu os parabéns aos dois judocas. “Parabéns ao judoca Jorge Fonseca, que hoje se sagrou campeão do mundo na categoria -100kg no campeonato do mundo de judo. Felicitações extensivas a Bárbara Timo pela medalha de prata que conquistou ontem [quinta-feira]. A toda a delegação desejo os maiores sucessos”, lê-se na conta do Twitter de António Costa.

(Notícia atualizada às 21h25 com as declarações de António Costa.)