801kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Boletim DGS. Doentes em cuidados intensivos voltam a atingir números recorde

Este artigo tem mais de 3 anos

Morreram mais 67 pessoas e houve 5.444 novos casos de infeção no último dia, mas o número de recuperados foi ainda maior (5.502). Cuidados intensivos batem novo recorde. Norte ultrapassa 2 mil mortes.

Portugal soma 285.838 casos de infeção desde o início da pandemia da Covid-19
i

Portugal soma 285.838 casos de infeção desde o início da pandemia da Covid-19

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

Portugal soma 285.838 casos de infeção desde o início da pandemia da Covid-19

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

O número de doentes internados nos cuidados intensivos é o mais alto de sempre — 526 infetados — depois de o boletim diário da Direção-Geral de Saúde ter registado esta sexta-feira mais 10 doentes nestas circunstâncias. O número máximo de doentes em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) para combater a Covid-19 tinha sido de 517 na passada quarta-feira, 25 de novembro — ao fim de duas semanas a subir consecutivamente —, mas baixou no dia seguinte para 516.

Nos restantes internamentos, há mais 16 doentes, fazendo subir para 3.208 o número total de pessoas que atualmente precisa de ficar no hospital para tratar a Covid-19. O máximo foi atingido a 24 de novembro, quando havia 3.275 doentes internados.

No total, morreram mais 67 pessoas no último dia, longe do recorde registado a 16 de novembro, de 91 mortes. Houve ainda 5.444 novos casos de infeção esta sexta-feira, que, ao contrário do dia anterior, não entra no top 10 dos dias com mais infeções. Até agora, houve 13 dias com números mais elevados, destacando-se 4 de novembro (7.497 casos, mas com atualizações de casos antigos) e 19 de novembro (6.994).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Também ao contrário dos últimos dois dias, o número de recuperados esta sexta-feira — 5.502 — supera os novos casos de infeção. Desde que começou a pandemia, houve um total de 199.466 pessoas a vencer a Covid-19.

Há ainda neste momento 82.116 casos ativos em Portugal, menos 125 do que no dia anterior — tendo em conta o saldo positivo entre casos confirmados e recuperados (58) e o número de mortes (67). Estão em vigilância menos 654 pessoas, num total de 80.713.

Norte acumula 58,1% dos novos casos e ultrapassa os 2 mil mortos

O Norte é, uma vez mais, a região que mais casos diários acumula. Esta sexta-feira, foram identificadas 3.161 infeções, ou seja, 58,1% do total do país. Desde que começou a pandemia, a região conta com 149.704 casos.

Seguem-se Lisboa e Vale do Tejo — que abrange também parte dos distritos de Setúbal, Santarém e Leiria —, com 1.380 casos esta sexta-feira (25,3%); o Centro, com mais 631 novos casos (11,6%); o Alentejo (136), o Algarve (90), a Madeira (35) e os Açores (11).

Também no número de novas mortes, é no Norte que se concentra a maioria — 39 das 67 vítimas. Esta região ultrapassa, assim, os dois mil óbitos (2.024) desde o início da pandemia.

Lisboa e Vale do Tejo é a segunda região com mais mortes (15), fazendo subir o total para 1.533 desde que houve a primeira vítima, a 17 de março. Depois, há mais oito novas mortes no Centro, três no Algarve e dois no Alentejo.

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Apoio ao cliente | Já é assinante? Faça logout e inicie sessão na conta com a qual tem uma assinatura

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Há 4 anos recusámos 90.568€ em apoio do Estado.
Em 2024, ano em que celebramos 10 anos de Observador, continuamos a preferir o seu apoio.
Em novas assinaturas e donativos desde 16 de maio
Apoiar
Junte-se ao Presidente da República e às personalidades do Clube dos 52 para uma celebração do 10º aniversário do Observador.
Receba um convite para este evento exclusivo, ao assinar um ano por 200€.
Limitado aos primeiros 100 lugares
Assinar agora Ver programa