O Hospital de Santarém vai abrir mais camas para doentes Covid-19, duplicando, a partir de segunda-feira, a capacidade da Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) de 10 para 20 e passando a enfermaria de 81 para 93 camas.

Em comunicado, o Hospital Distrital de Santarém (HDS) lembra que o plano de contingência máximo inicial contemplava 62 camas em internamento e 10 em UCI.

Segundo os dados mais recentes, o HDS tem 75 doentes infetados com o vírus SARS-CoV-2 internados em enfermaria e 10 em UCI.

Dezanove dos profissionais – oito enfermeiros, cinco médicos, cinco assistentes operacionais e um outro funcionário – estão infetados.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Face a esta dura realidade, os hospitais têm de se adaptar e reinventar para dar resposta às exigências acrescidas da pandemia”, afirma a nota, adiantando que o conselho de administração do HDS, presidido por Ana Infante, “tem promovido estratégias de adaptação constante e dinâmicas, mobilizando recursos, materiais e humanos, e motivando os seus profissionais para que possam prestar os melhores cuidados à sua população”.

Atendendo à situação de muitos dos doentes, sobretudo os mais idosos, privados de receber visitas devido à pandemia, o hospital passou a disponibilizar esta semana a possibilidade de realização de videochamadas.

Para os que não têm acesso às novas tecnologias, enfermeiros do HDS têm colocado doentes em contacto com familiares, procurando criar “um ambiente mais humanizado” e “tranquilizador”, afirma uma outra nota do HDS.

As videochamadas têm sido realizadas via Facebook, “quando estão reunidas as condições, ou seja, quando enfermeiros e familiares estão disponíveis”, afirmando o HDS que, “no futuro, o desejo é poder desenvolver este projeto de forma mais alargada, eventualmente com um horário marcado”.