Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A Mutualista Montepio baixou da fasquia dos 600 mil associados num ano de 2020 em que, tal como o Observador já tinha noticiado, fechou com um resultado negativo: 17,9 milhões de euros de prejuízo, mostram as contas discretamente divulgadas pela instituição este fim de semana. A mutualista aumentou, também, o recurso aos chamados “ativos por impostos diferidos”, uma almofada contabilística ao capital da instituição que voltou a valer reserva dos auditores.

De acordo com as contas, o número de associados fixou-se nos 598.438 no final de 2020, menos do que os 601.784 no fim de 2019 e os 612.607 no final de 2018, segundo as contas da mutualista. Porém, a chamada “margem associativa”, a diferença entre as entradas e saídas de capital dos associados, cresceu para quase 79 milhões de euros, melhor do que os 27 milhões do ano anterior e muito melhor do que a margem associativa negativa de -191 milhões de euros em 2018.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.