Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Albert Bourla, presidente e CEO da Pfizer, vai publicar em novembro um livro sobre a história do desenvolvimento da vacina desta farmacêutica contra a Covid-19. Os direitos do livro, com o título Moonshot: Inside Pfizer’s Nine-Month Race to Make the Impossible Possible, foram já comprados por nove países. Em Portugal, será publicado pela Lua de Papel, uma chancela do grupo Leya.

O volume, que em português temo título provisório Moonshot: A Maratona de Nove Meses Para tornar Possível o Impossível, irá narrar as circunstâncias em que a vacina foi criada, focando-se “nas dificuldades criadas por um cenário de crise social e política”. Bourla irá revelar as suas dúvidas e falhanços, “assim  como as arriscadas decisões que foi obrigado a tomar”, revelando “em exclusivo” os “principais acontecimentos que tornaram possível criar em nove meses uma vacina – quando habitualmente esse processo leva anos – e sem recurso a apoios estatais”, resumiu a Lua de Papel em comunicado.

“Vou partilhar a história do nosso feito — os desafios que enfrentámos, as lições que aprendemos, e os valores pelos quais nos regemos e que nos permitiram tornar a vacina possível — na esperança de que esta história inspire e ajude a concretizar os feitos dos leitores, quaisquer que eles sejam”, afirmou o CEO da farmacêutica norte-americana, citado em comunicado.

Albert Bourla nasceu na Grécia e é formado em Medicina Veterinária. Foi nomeado CEO da Pfizer, onde trabalha desde 1993, em 2018. A vacina da Pfizer contra a Covid-19 foi a primeira a ser aprovada pela entidade reguladora norte-americana, em dezembro do ano passado.

Os direitos de autor de Moonshot irão reverter para obras de caridade.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR