Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os investigadores alemães não parecem ter muitas dúvidas de que Madeleine McCann, desaparecida há 14 anos, esteja morta e que o responsável seja Christian Brueckner. Agora, o procurador alemão Hans Christian Wolters disse ao Sunday Mirror que a criança terá morrido em Portugal, sem nunca ter deixado o país como se chegou a pensar.

As autoridades alemãs, que prenderam Brueckner pela violação de uma americana de 72 anos, esperam ter a acusação relacionada com a morte de Maddie pronta ainda este ano.

O procurador disse que existem provas concretas que ligam Christian Brueckner, agora com 44 anos, à morte da criança, que completaria este mês 18 anos.

Reunimos novas provas que contribuem para o caso que estamos a construir contra o principal suspeito”, disse Hans Christian Wolters ao jornal The Sun, na semana passada.

“Infelizmente, não posso dizer o que é, mas fortalece o nosso trabalho”, acrescentou o procurador. “Não posso divulgar o tipo de provas que recebemos, posso dizer que não é forense, mas é uma nova prova circunstancial a somar à teoria em investigação de que este homem é o responsável.”

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR