Obrigado por ser nosso assinante. Beneficie de uma navegação sem publicidade intrusiva.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que irá tomar a dose reforço da vacina contra Covid-19 “assim que puder” e apelou aos norte americanos a fazerem “a coisa certa”, ao fornecer uma atualização sobre a vacinação contra a Covid-19 nos Estados Unidos, durante uma conferência de imprensa na Casa Branca.

O discurso de Biden aconteceu horas depois do Centros de Controlo e Prevenção de Doenças ter aprovado a distribuição das doses de reforço da Pfizer e da BioNTech.

O presidente informou que cerca de 20 milhões de pessoas poderão receber gratuitamente a vacina, que é “facilmente acessível” e acrescentou que há 70 milhões de americanos que não tomaram a primeira dose e que as pessoas não vacinadas estão a colocar a economia do país em risco.

Ouçam as vozes das pessoas que não foram vacinadas e que estão deitadas nas camas dos hospitais”, afirmou o presidente do país.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Biden também disse que é “totalmente inaceitável” que sejam contra a vacinação. “As pessoas estão a morrer”, acrescentou.

“Por favor, tome a vacina”, repetiu diversas vezes.

As doses de reforço são autorizadas nos Estados Unidos para adultos com compromisso do sistema imunitário ou com doenças crónicas e para pessoas de risco associado ao local onde trabalham ou vivem. Todos os adultos precisam de ter tomado a segunda dose há mais de seis meses.